Ilhas Galápagos face à invasão turística

Nos últimos dez anos, muito mudou nas ilhas de Darwin. O que começou como ecoturismo é considerado, por muitos, hoje em dia, como turismo de massas, o objetivo do turista já não é observar a vida selvagem. Muitas espécies estão seriamente ameaçadas, algumas completamente extintas. As ilhas têm uma economia em franco crescimento, a maior da América do Sul. Vivem cerca de 40 000 pessoas nas Galápagos, muitas delas, do turismo. Esta invasão das ilhas introduziu novas estruturas e novas espécies de animais e plantas, provocando grandes alterações no ecossistema. É insustentável e incompatível gerir a necessidades de proteger um ecossistema/ambiente frágil com as necessidades do homem.

Artigo no The Guardian

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s