(Des)Amor pela cultura

Governo vai vender 60 obras de Miró em leilão público. Migalhas, no que diz respeito ao balanço das contas públicas, mas uma enorme depreciação para as obras deste artista, numa venda por atacado. Porque não expô-los num museu? Seria certamente um bom chamariz. Será que fará o mesmo com as obras de Paula Rêgo, depois da anunciada extinção da fundação com o seu nome? Ou será que lhe devolverá as obras por si  cedidas? Que falta faz um ministro da cultura, uma vez que o secretario de estado da cultura não emitiu qualquer parecer sobre estes temas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s