Estado

Os frutos que escolhemos!

Sylvia Plath faz uma analogia interessante entre as decisões que temos de tomar na vida e os frutos de uma árvore. A árvore está carregada de frutos, na impossibilidade de os apanhar a todos, temos várias hipóteses: escolhemos apenas os mais bonitos e viçosos ou todos os que estão ao nosso alcance ou apenas aqueles que nos permitem ficar saciados? Alguns vão ficar na árvore, é inevitável, faz parte da escolha. O perigo é a indecisão pois corremos o risco de amadurecerem e caírem todos sem termos colhido nenhum.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s