O nosso casebre de gengibre

Um bom “projeto” para um fim de semana. Tivemos vários imprevistos e improvisos, muitos deles devido à nossa falta de um estudo aprofundado sobre esta verdadeira obra de engenharia:
 – escolhemos começar por fazer uma grande casa, para quem se inicia nestas lides, é melhor começar por uma mais pequena;
– os telhados da casa eram muito inclinados, um verdadeiro teste à ação da gravidade;
– esquecemo-nos de aparar e endireitar as bolachas, ainda quentes, para ficasse tudo direitinho e em “
“contacto”; 
– os telhados ficaram com um altura bem superior as paredes da casa, o que dificultou a colagem, devido ao peso e à falta de base de sustentação;
– uma das paredes laterais partiu-se durante a montagem;
– discutimos, efusiva e vigorosamente, uns com os outros pois cada um tinha a sua opinião como montar a casa, sem que esta se desmoronasse, e não se inibiu de partilhar com os demais. Como é óbvio cada um achou que a sua técnica era a melhor 😉
– pensámos em desistir;
– optámos pela reconstrução e trabalhámos com as condicionantes que tínhamos, uma parede partida e paredes e telhados muito tortos e já cheios de “cola”
– começámos tudo de novo e trocámos as paredes com o telhado (daí a casa parecer tão alta e nada estar “à face”) 
– começámos a usar o saco de pasteleiro para não esbranquiçar tudo durante a colagem, embora já estivesse tudo muito branco devido à 1ª tentativa;
– ajustámos a técnica, depois de um estudo mais aprofundado, e rendemo-nos ao copo para segurar as paredes enquanto secavam;
– ficámos todos orgulhosos quando a nossa casa se aguentou de pé depois de tantos acidentes/reajustes; 
– apanhámos uma barrigada de doces ao decorá-la;
– quando acabámos de decorá-la, a 1ª pergunta da pequenada foi “Quando é que podemos começar a comê-la? Está com um ar delicioso!”
Trabalhoso, moroso, um teste à paciência mas valeu a pena e a malta divertiu-se! Não temos uma casa xpto mas temos um casebre, bastante rústico e arejado! Temos é uma força de expressão pois já sobra pouco, muito pouco!
(a frente da casa)

(uma lateral muito arejada e com muita neve a escorrer)

(o Pai Natal a simular a sua entrada pela chaminé e a tapar mais um buraco e a família num quintal colorido)

(faltou-nos a imaginação e a criatividade e de repente ocorreu-me a estrela cadente, uma cabana e o menino jesus) 

(olha a bolacha partida)

Para as bolachas e moldes utilizámos esta receita para a “cola- glacé” fizemos esta receita. Recomendamos esta atividade e há quem já pergunte cá por casa “Quando é que fazemos a próxima?”
Anúncios

2 thoughts on “O nosso casebre de gengibre

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s