Imagem

Snail mail/blog!

Na era das novas tecnologias, receber uma carta de um amigo (as contas não interessam a ninguém), é coisa rara,  talvez por vivermos num ritmo acelerado em que predomina a comunicação (quase) imediata: sms, mails, redes sociais e afins! 
Foram muitas dezenas de postais e de cartas que enviei, e recebi, em tempos idos, quando a malta amiga ia de férias, dos Pen friends, que na altura estavam na moda, dos amigos do campo de férias e familiares! A pequenada, volte e meia, ao abrir os “baús” espanta-se sempre “Tantas cartas! Olha esta é do pai, esta da A., esta da prima J., quem é esta/e? Olha que letra tão bonita tinha …” Pimpolha mais velha sorri ao ler algumas, imaginando provavelmente, que poderia bem ser uma possível “conversa” escrita com uma das suas amigas, há assuntos/temas/conversas intemporais e “obrigatórios” em determinadas idades!
Havia qualquer coisa de especial, um misto de ansiedade e magia, na espera pela “volta do correio”! Nostalgia minha…  
A passo de caracol, têm andado as publicações por aqui, com umas semanas de atraso, mas devagar se vai ao longe! 
Pequenada anda ao rubro, pequeno do meio lidera a corrida de quem faz mais tonteiras por dia (ou será por hora?), seguida de perto pela sua mana mais nova, a sua alegre e eterna defensora e, aparentemente, seguidora da sua linha de ação e pensamento a que acresce a veia refilona da mãe, dizem por aí. HELP :)! 

Se um diz mata, o outro diz esfola e o terceiro elemento diz vamos repetir? Varia quem toma a iniciativa mas o lema é sempre o mesmo. Têm uma energia infinita e dão com frequência largas à sua imaginação prodigiosa, discutem, gritam, e brigam, exasperam-nos vezes sem conta, esgotam-nos todas as reservas de paciência mas, essencialmente e acima de tudo, transbordam vivacidade, são FELIZES! 
A ver se este verão, os incentivamos a escrever uns postais para amigos e família. Prevejo que pimpolha mais velha vai adorar a ideia mas o postal não chegará para contar todos os pormenores que deseja terá que completar com uma carta, já pequeno do meio vai achar que o espaço do postal é demasiado grande pois ele nunca faz “Nada de especial!” (ahahah!) e irá ignorar, ao seu belo estilo até o deixarem, uma vez que está mais à vontade com os números do que com as letras, e achará que enquanto escreve está a perder a oportunidade de viver mil e um aventuras [a juntar às do “Nada de especial”! Vale a pena tentar, vamos ver no que dá … quem sabe se não recebem algo na “volta do correio” 🙂

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s