Imagem

A beleza da Serra da Freita e os Passadiços do Paiva

A poucos quilómetros de Arouca, a menos de uma centena do Porto encontra-se, a bonita, surpreendente, encantadora e única, em muitos aspectos, Serra da Freita! Foi por estas terras e serra que acampámos durante 1 semana! Andámos muito mas viemos com a alma cheia com tanta beleza que encontrámos. 
O parque de campismo Refúgio da Freita foi a nossa base, é um parque muito familiar, acolhedor, ecológico e com boas condições! 
 
Foi uma full experience, chegámos com 35ºC e, dois dias depois, as temperaturas baixaram para os 20ºC e à noite estava muito frio, cerca de 12ºC, nevoeiro, e numa das noites choveu e o vento soprou bem forte! Felpas polares vestidas, sacos de cama adequados (10ºC) e apertados até à “última casa”, que bem que soube, dormir quentinho e enroscadinho no saco de cama a ouvir o vento e a chuva bem perto mas sem perturbar e incomodar! Já nos tínhamos esquecido desta sensação; a pequenada não se apercebeu da chuva nem do vento, o cansaço das caminhadas e emoções do dia faziam com que adormecessem quase de imediato. 

 

 

 

 
Este verão, em Arouca e na zona, só se falava, dos Passadiços do Paiva – o ex libris que foi recentemente inaugurados e que, segundo os locais, nunca trouxe tanta gente à zona como agora. O sentimento das gentes é de espanto e alegria embora encontremos pragmatismo nos residentes mais novos do concelho: “São 10h00 e já é o 3º carro que pára para perguntar o caminho para os passadiços, não querem mais nada! Com tanta gente que lá tem passado, não sei como é que aquilo aguenta! Daqui a um ano, vamos ver como está. A madeira é “marítima” mas o vandalismo e a manutenção são factores que não vão ser fáceis de controlar numa extensão tão grande!” revela, em conversa, um dos funcionários do parque. Curiosamente, e infelizmente, as restantes “atrações” do concelho parecem registar a mesma afluência, em alguns casos menor, que na mesma altura em anos anteriores, segundo dados apurados por nós! O turismo de natureza não é um turismo de massas mas os Passadiços do Paiva parecem ser uma exceção à regra.

 

O concelho de Arouca é um geoparque, inserido na rede de geoparques da UNESCO, com um rico e bem preservado património geológico que vale a pena conhecer e visitar com 41 geossítios devidamente identificados, bem como 13 percursos pedestres. Nestas nossas férias, visitámos a maioria destes geossítios, fizemos parte de alguns percursos pedestres bem como os 8 km dos Passadiços do Paiva. Nenhum de nós, miúdos e graúdos,  elegeu os Passadiços do Paiva como o que mais gostou, apesar de todos concordarmos que é um percurso muito bonito e uma verdadeira obra de engenho e engenharia em algumas zonas! Apesar do recente incêndio, não duvido que logo que possível serão repostos e reabertos os Passadiços do Paiva e com novos projetos e extensão associado: a galinha dos ovos de ouro da região? Por quanto tempo? 
Serra da Freita e seus encantos – cenas dos próximos capítulos!
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s