Imagem

Pedras parideiras

Na aldeia de Castanheira, vale a pena visitar a simpática Casa das Pedras Parideiras, que tem cerca e 30 000 visitantes anuais. Um pequeno mas muito acolhedor Centro de Interpretação, onde gratuitamente nos é dado uma pequena explicação sobre o processo de formação das pedras parideiras e onde é possível observar o seu afloramento e visualizar/perceber um pouco deste processo.

As pedras parideiras são um fenómeno geológico raríssimo que consiste em nódulos com a forma de pequenos discos-voadores (quartzo por dentro e mica preta por fora), que se vão libertando de um bloco de granito devido à erosão da rocha e à levada elevada amplitude térmica. As pedras que “nascem” são brilhantes, de um preto dourado – uma “preciosidade” quando comparadas com o vulgar granito cinzento das “pedras mãe”. Este fenómeno só ocorre nesta encosta da serra da Freita e na Rússia, perto de S. Petesburgo.

As Pedras Parideiras, cujo nome tem origem popular “as pedras que parem outras pedras”, são consideradas um símbolo de fertilidade pela população local, uma tradição ancestral. Dizem os nativos que “dormir com uma pedra parideira debaixo da almofada aumenta a fertilidade”.

A explicação para o facto deste fenómeno raro ocorrer apenas nesta encosta da Serra da Freita, é considerado como uma “anomalia” no granito. A génese deste granito foi alvo de um estudo publicado, em 1993, por três geólogos do Reino Unido que concluíram, usando as suas palavras, que “a sua formação terá ocorrido devido à separação, na fase final da cristalização magmática do granito, de um fluido cloretado rico em voláteis. No processo, ter-se-á gerado um gradiente químico na interface magma / bolha de voláteis, que favoreceu a complexação e a mobilização de ferro do magma residual. A bolha, menos densa que o magma, terá ascendido, ficando como que a flutuar no tecto desta porção da câmara magmática.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s