Vídeo

Fantasmas, ciência e o Homem que mordeu o cão

Um casal compra uma mansão antiga e grande, por volta de 1920 (e picos), grandes e sombrios corredores. Toda a iluminação da casa é providenciada por candeeiros de gás. Passado pouco tempo de se terem instalado na mansão, apesar de, durante o dia, não ouvirem os passos dos empregados a movimentarem-se pela casa, dado ao chão alcatifado, durante a noite … durante a noite o caso mudava de figura. Ouviam passos, móveis a ser arrastados, ouviam-se gritos e uivos, murros na paredes, sentiam mãos invisíveis a agarrá-los, viam pessoas sentadas ao fundo da cama e tinham dores de cabeça. A dona da casa, previdente, decidiu escrever ao seu médico a relatar as ocorrências. Olhando para a sua carta, e sendo um homem da ciência e inteligente, o médico respondeu-lhes simplesmente “Disse-me que os candeeiros são todos a gás? Então verifique se não têm fugas de monóxido de carbono.”. O que se veio a confirmar e, resolvido o problema, nunca mais se voltaram a ouvir cenas e coisas estranhas na mansão. Podia ter dado um belo história de fantasmas mas … afinal não! O poder da ciência e dos homens inteligentes!

Mas nada com ouvir esta sublime edição do Homem que mordeu o Cão, há malta mesmo genial 🙂

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s