Citação

O Mundo sem óculos

“(…) Lembro-me de que, nessa altura, exercitava-me durante todo o dia para tentar conseguir não usar óculos. Os contornos das pessoas e das coisas perdiam a nitidez, tudo se tornava impreciso, vago, suave, os próprios sons se tornavam cada vez mais abafados. O mundo, quando eu o via sem óculos, deixava de ter aspereza, tornava-se tão suave e tão macio como o grande travesseiro em que pousava a cabeça, acabando por adormecer.
– Estás a sonhar com quê, Catherine? – perguntava o meu pai – Devias pôr os óculos.
Obedecia-lhe, e então voltava a sentir a aspereza e os contornos precisos do costume. Com os óculos via o mundo tal e qual ele é. Não podia continuar a sonhar.(…)”

“(…) Afinal, somos sempre os mesmos, e aquilo que fomos no passado permanece connosco até ao fim.”

in “A História de Catherine” de Patrick Modiano (Nobel da Literatura 2014)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s