Imagem

Pinhal das Artes cancelado! Vamos reclamar ou cruzar os braços?

Ao 6º dia do ano novo, uma péssima notícia (aqui e aqui): a organização do Pinhal das Artes cancelou o evento por não ter sido concedida a autorização para a sua realização no fantástico e habitual: Lugar das Árvores em São Pedro de Moel. A justificação apresentada foi o impacto ambiental devido à circulação de muitos carrinhos de bebé.

Fazendo jus à fama de quem refila e reclama muito, começo 2016 em grande, a reclamar e a pedir esclarecimentos às instâncias superiores.

Partilho aqui o texto, de minha autoria, que enviei por mail, aos responsáveis pela decisão. Penso que seria importante que todos os fãs e amigos do Pinhal das Artes, utilizando este ou outro texto, façam chegar o seu desagrado a quem direito, para que  possamos ter Pinhal das Artes e não apenas doces recordações!

Partilhem, reclamem: agitar as águas, não aceitar tudo de braços cruzados é uma boa resolução para 2016!

Ex.mo Sr. Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural
Dr. Amândio Torres –  
gabinete.sefdr@mafdr.gov.pt

Ex.mo Sr.- Director Regional de Florestas do Centro
Engenheiro Viriato Garcez – drf.centro@afn.min-agricultura.pt

Unidade de Gestão Florestal do Centro Litoral
drf.centro@afn.min-agricultura.pt

Venho por este meio, manifestar a minha indignação, desagrado, pesar e incompreensão face à decisão emanada pela Unidade de Gestão Florestal do Centro Litoral, que se encontra sobre alçada de Vossa Excelência, relativamente à não autorização para a realização do festival de artes para a primeira infância, denominado Pinhal das Artes, no Lugar das Árvores, em S. Pedro de Moel.

Sendo eu e minha família presença assídua no Pinhal das Artes, desde 2009, desfrutando de três dias em cada edição, de puro deleite para os sentidos, num ambiente fantástico de partilha, comunhão e respeito pela natureza, não posso compreender, nem aceitar, a fundamentação apresentada para não ter sido concedida a autorização. O que observei de perto, em todos os anos do Pinhal das Artes, foi uma preocupação extrema de toda a organização do Pinhal das Artes e artistas em preservar e valorizar um espaço privilegiado e tão bonito, denotando uma enorme consciência ambiental e ecológica, referida, transmitida e sentida em todas as enriquecedoras atividades do Pinhal das Artes.

A decisão baseia-se, segundo o que foi divulgado pela imprensa, no impacto ambiental da circulação de muitos carrinhos de bebé. Qual é a sustentação desta afirmação? Importa saber, é feito como base em algum estudo ambiental, realizado a seguir às edições do Pinhal das Artes? Foi registada, pelos vossos serviços, alguma alteração na flora e fauna consequente do Pinhal das Artes? Ainda segundo a imprensa, apresentaram como alternativa, a realização do Festival noutros locais do Pinhal de Leiria, recusados pela organização, devido a problemas logísticos. A minha questão é noutro local do pinhal de Leiria não se colocaria a mesma questão do impacto ambiental que no Lugar das Árvores? Por que razão ou especificidade?

O Pinhal das Artes é uma iniciativa, dedicada às crianças, em prol da música, da cultura e da arte, despertando sentidos e consciências, merece todo o respeito e louvor pelo espírito de entrega, preocupação e abnegação de toda a organização. É um evento sem igual em Portugal, de excelente qualidade, estimado, valorizado e aguardado por muitas famílias.

É desejo e dever de todos preservar e estimar o nosso património assim como valorizar, apoiar e louvar iniciativas da qualidade, riqueza cultural e envergadura do Pinhal das Artes. 

Face ao exposto, agradecia um esclarecimento bem fundamento, rigoroso e científico para a decisão tomada, por respeito a toda organização do Pinhal das Artes e para que TODOS possamos compreender e aceitar a decisão emanada.

Grata pela atenção.

Anúncios

2 thoughts on “Pinhal das Artes cancelado! Vamos reclamar ou cruzar os braços?

  1. Hugo Miguel diz:

    Não tão elaborado (só não foi em cima do joelho pq não foi num portátil 😉 ) como o vosso mas penso que o que conta é mesmo demonstrar o ridículo da situação:

    Exmos. Srs.:

    Venho por este meio demonstrar o meu, e da minha família, desagrado e reprovação pelo que está a suceder em relação ao festival Pinhal das Artes.

    Este é um festival em que pais e filhos pretendem disfrutar da Arte que a organização lhes proporciona.

    Devido a ter assistido à sua última edição, posso confirmar que todos os seus intervenientes, organização, artistas e famílias, têm extremo cuidado com as questões ambientais pois o festival serve, não só para estimular sentidos, desenvolver capacidades, proporcionar bem-estar, mas também para oferecer arte e cultura às famílias.

    Na minha humilde opinião é incompreensível esta decisão pois apesar de ser inegável a existência de carrinhos de bebés (o público-alvo são as crianças dos 0 aos 5 anos) não creio que tenha qualquer impacto ambiental, ou pelo menos nada comparável com marcas existentes na mata de vários tipos de veículos motorizados.

    Agradeço uma maior reflexão e compreensão por parte dos órgãos que deliberaram esta medida, pois é do interesse de todos que o bom senso prevaleça.

    Gostar

    • Muito bem! Obrigada pela partilha! Vamos apertar com eles … também já enviei mail para os deputados do círculo de Leiria e para a câmara da Marinha Grande! Pressing, pressing …!
      Beijinhos

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s