Estado

Diligências e Cenas curiosas do Cancelamento do Pinhal das Artes 2016

O Jornal de Leiria diz que lançámos uma carta peticionária; dos 10 deputados eleitos pelo círculo de Leiria a quem enviámos a dita carta, apenas dois responderam, ambos de PSD, Margarida Balseiro Lopes e Pedro Pimpão, dando a conhecer a sua indignação e as diligências tomadas; dos restantes deputados não obtivemos qualquer resposta (CDS, PS e BE), o povo pode claramente confiar em quem elege para o representar!

O presidente da Câmara da Marinha Grande responde afirmando que tudo tem feito, junto da tutela, para reverter esta situação, dada a importância do evento para o concelho e para o país, mas pede desculpa pela correção mas devemos dirigir a carta à Unidade de Gestão Florestal e à Secretaria de Estado, responsáveis pela decisão tomada e não para a Câmara da Marinha Grande ou para a Assembleia Municipal. O Presidente da Assembleia Municipal responde, passado umas horas, dizendo que foram surpreendidos com a notícia e com o nosso mail mas que já tinham manifestado o seu desagrado junto do senhor presidente da câmara; afirmando ainda desconhecer as razões que fundamentam tal decisão mas mostrando-se disponível para se juntar ao protesto para a reverter.

O mail da Unidade de Gestão Florestal do Centro Litoral, divulgado no comunicado da SAMP à imprensa, incentivando que as pessoas manifestassem o seu descontentamento pela não autorização da realização do Pinhal das Artes no Lugar das Árvores, está errado, o mail vem sempre devolvido, indicando endereço inexistente. Não se encontra o mail desta unidade na internet e quem o divulgou não sentiu necessidade de corrigir o mesmo e ao que parece ninguém se queixou ou alertou para este pormenor…

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, no seu site, mas sem data, penso que foi publicado a 8 de janeiro, afirma que sempre apoiou o Pinhal das Artes mas que, até à data, ainda não recebeu nenhum pedido, por parte da SAMP, para a realização do Festival na Mata Nacional de Leiria.

Entretanto, segundo o Jornal de Leiria, dia 15/01, o diretor da SAMP e o presidente da Câmara de Leiria reuniram com o Secretário de Estado das Florestas. Mas, independentemente do resultado da reunião, o presidente da SAMP afirmou previamente que o Pinhal das Artes já não se realizaria em 2016, uma vez, que a contratação de algumas companhias estrangeiras teria que ter sido realizada até ao final de 2015, começando, caso a decisão se revertesse, a trabalhar no Pinhal das Artes a realizar em 2017.  Faltou referir este facto no 1º comunicado quando apelaram aos amigos do Pinhal, não que não tivéssemos feito exatamente o mesmo, mas seria mais honesto revelar as suas intenções à partida!

Confuso? Estranho? Politiquices é o que é … Sem paciência nenhuma para estes meandros e tricas!

Exercemos o nosso dever cívico em causas que consideramos sérias, de importância e valor, gostaríamos apenas que todas as entidades envolvidas tivessem a mesma seriedade nas decisões e afirmações que proferem! Afinal quando escolhemos manifestarmos, fazêmo-lo com respeito e seriedade. Não será o mínimo esperar o mesmo dos restantes? Opsss … estamos em Portugal!

Entretanto, na página de facebook do Pinhal, face à notícia do cancelamento, multiplicam-se os :´(,  e vários comentários do género “Oh que pena!” “Logo este ano que estava a pensar ir” “Sempre convosco” “Só neste país!” “É uma vergonha!”. Quantos terão reclamado? Quantos se conformaram? É o país, ou o mundo que temos, em que os likes e dislikes parecem valer ouro mas, claramente, não movem o mundo! Enfim…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s